Graduação - INTEGRANTES DA COMISSÃO DE GRAUS LMJ

COMISSÃO ESTADUAL DE GRAUS

COMPONENTES DA SUCEST E CEE

 

PRESIDENTE SUCEST  – LUCIO ROSSI DA COSTA

PRESIDENTE DA CEE - MARCIO NOBUHARU IWAFUNE


COMPONENTES DA SUCEST

LUCIO ROSSI DA COSTA               - JUDÔ PARAISO 

GALILEU JOSÉ DE PAIVA FILHO   - PROJETO AMIGOS DO JUDÔ

JORGE TEIXEIRA PINTO                 - JUDÔ MARABU


COMPONENTES DA CEE

MARCIO NOBUHARU IWAFUNE  -           ACADEMIA IMAGEM          

PAULO DE QUEIROZ ANDRADE  -           ACADEMIA TATAMI

SERGIO LEITE NETO  -                              JUDÔ ORIENTE

IRINEU DE PAULA LEITE -                         JUDÔ ORIENTE

CARLOS TAKEHICO IWAFUNE  -              ACADEMIA IMAGEM

ROBSON PINTI  -                                         ACADEMIA PINTI

FABIO TAVARES FAGUNDES -                  PROJETO ENSHA


SUPLENTES COM CONDIÇÕES DE ATENDER EXAMES DE SHODAN E NIDAN


TULIO GOMES DANTAS -           ACADEMIA IMAGEM

JAMIL  MOTAWH CARDOSO -    ACADEMIA MOTAWH

JOAQUIM OLIMPIO -                   CIARTE

VINICIUS RICHELE -                   TATAMI

WILSON CORREA -                     ESTRELA

RAFAEL VIANA -                          JUDÔ VIANA

CLEBER TIAGO BARBOSA -       ACADEMIA TATAMI

MARCOS ALEXANDRE SOUZA-  ACADEMIA TATAMI


 

   

O NOVO MODELO DA COMISSÃO ESTADUAL DE GRAUS  DA LIGA MINEIRA DE JUDÔ VISA OFERECER AOS FILIADOS E ATLETAS AS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS PARA QUE TODOS POSSAM CUMPRIR COM RESPONSABILIDADE E CAPACIDADE O  DESEMPENHO NOS EXAMES DA LIGA MINEIRA DE JUDÔ.

 

MARCIO NOBUHARU IWAFUNE

PRESIDENTE DA COMISSÃO ESPECIAL DE EXAMES


 

 

 

DE ACORDO COM O ESTATUTO DA LIGA MINEIRA DE JUDÔ NO CAPITULO III - ARTIGO 11 PARAGRAFO SEGUNDO, ALÍNEA "H" SÓ PODEM DESEMPENHAR CARGOS E FUNÇÕES EM ÓRGÃOS DA LMJ, PESSOAS QUE NÃO PERTENÇAM A OUTRA ENTIDADE DO MESMO ÂMBITO ESTADUAL. 


LÚCIO ROSSI DA COSTA

PRESIDENTE DA COMISSÃO SUPERIOR ESTADUAL DE GRAUS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



















CONSIDERAÇÕES E RECOMENDAÇÕES AOS OFICIAIS DE MESA

 

-         É de responsabilidade do clube através do responsável técnico as indicações dos oficicias de mesa.

-         Quando convocado o oficial de mesa deverá comparecer ao local da competição trinta (30) minutos antes do seu início.

-         Ao chegar à competição o oficial de mesa deverá apresentar-se ao Diretor Técnico, colocando-se a disposição nos trabalhos daquele dia.

-         Ao receber o material de trabalho, verificar as condições de uso e seu funcionamento, inclusive dos materiais que necessitam de pilhas.

-         É dever de o oficial de mesa saber o tempo regulamentar dos combates.

-         Lembrar-se que a atuação do moficial de mesa é tão importante quanto ao árbitro.

-         Nos momentos de lanche e ao sair para ir ao banheiro, o oficial de mesa deverá comunicar-se ao diretor técnico para que ele possa efetuar a substituição. Desta forma o oficial de mesa jamais poderá se ausentar do seu local de trabalho, ficando a total responsabilidade do material sobre ele.

-         Não permitir a permanência de professores, atletas, dirigentes e demais pessoas na mesa de controle.

-         A cada término dos combates o oficial de mesa deverá zerar toda a pontuação.

-         O oficial de mesa deverá ficar atento as pontuações e penalidades do árbitro, uma vez que se não compreender tal pontuação poderá solicitar a correção.

-         O oficial de mesa deverá observar o direito de descanso do atleta de acordo com o tempo de luta.

-         Usar sempre calça comprida. Nunca trabalhar de bermuda ou similar.

 

-         Não usar boné dentro do local do evento e principalmente não usar boné quando estiver trabalhando.

 

-         Tratar todos os judocas com boa educação e exigir que a recíproca também aconteça.

 

-         Acatar as decisões dos árbitros.

 

-         Comunicar ao Coordenador de Oficiais de Mesa qualquer problema, dúvida ou dificuldade durante os trabalhos.

 

-         Não brincar enquanto estiver na mesa. Manter sempre uma postura de atenção e seriedade.

 

-         Não se ausentar da mesa sem autorização do Coordenador de Oficiais de Mesa.

 

-         O oficial de mesa deverá solicitar ao Coordenador de Oficiais de mesa, o livro de registro contando as horas trabalhadas.

 

TERMINOLOGIA, OCASIÃO, GESTO DO ÁRBITRO E ATUAÇÃO DO MESÁRIO

 

HAJIMÊ – Para iniciar a luta ou reinicia-la após o matê. O oficial de mesa deverá acionar o cronômetro e acionar o placar de acordo com o tempo de luta.

 

SOREMADÊ – Para terminar a luta. O oficial de mesa deverá parar o cronometro quando o árbitro soar esta palavra.